Frente integrada assume compromisso de defesa do direito autoral

21/12/2010

Uma frente integrada em defesa do direito autoral moral dos compositores foi consolidada, na última quarta (14), saldo da audiência promovida pelo Ministério ...

Novo Prazo

30/11/2010

Edital de Estímulo à Gestão Coletiva de Direitos Autorais O Ministério da Cultura prorrogou até o dia 28 de fevereiro o prazo final para o envio ...

Congresso Internacional Criatividade, Mercado e Diversidade Cultural

11/11/2010

Entre 1 e 3 de dezembro, o Rio de Janeiro recebe o Congresso Internacional Criatividade, Mercado e Diversidade Cultural. Discutir a propriedade intelectual ...

Reunião com entidades discute modernização da LDA

29/09/2010

Mesmo após a finalização da consulta pública para revisão da Lei de Direito Autoral, o anteprojeto continua recebendo sugestões de modernização. ...

Congresso discutirá Direito do Autor e Interesse Público

21/09/2010

Entre os dias 27 e 29 de setembro será realizado em Florianópolis, o IV Congresso de Direito de Autor e Interesse Público. Organizado pela Universidade ...

Direito Autoral

17/09/2010

De 27 a 29 de setembro, UFSC realizará II Congresso de Direito de Autor e Interesse Público O congresso é organizado pela Universidade Federal de Santa ...

Blog

Nova lei de direitos autorais recebe críticas

19/08/2010

Folha de S. Paulo – SP, Daniel Médici, em 19/8/2010

Em evento do Fórum do Livro pelo Direito Autoral, realizado ontem na 21ª Bienal do Livro de SP, especialistas estrangeiros criticaram o novo texto da lei de direitos autorais, que está disponível para consulta pública até 31/ 8.

Para Jens Bammel, secretário-geral da Associação Internacional de Editores, o projeto brasileiro desrespeita a Convenção de Berna de 1886, que impôs restrições à propriedade intelectual seguidas em todo o mundo.

“A lei brasileira foi escrita com viés ideológico, não pragmático”, afirmou. Segundo ele, o artigo 46 da nova redação defende a quebra sistemática do copyright.

As regras internacionais instituem que isso só deve ser permitido em três situações: em casos excepcionais -como a publicação de livros em braile, quando este caso não impeça a exploração comercial da obra e que não cause prejuízo injustificado ao proprietário dos direitos.

“O que se discute é a abrangência destas restrições”, disse Fernando Zapata López, diretor do Cerlalc, instituição para o fomento do livro na América Latina.

O Ministério da Cultura, que propõe a mudança na lei, diz que o projeto trata a questão do direito autoral numa “dimensão cidadã”.

Para o ministro Juca Ferreira, “o autor deve ser sempre remunerado. Mas, na medida em que reconhecemos o direito da cópia individual, garantimos o acesso da sociedade ao conhecimento”.

Apesar das críticas, Bammel disse achar que o conteúdo colaborativo será encorajado pelas novas tecnologias

Be Sociable, Share!

Deixe um comentário

Você precisa logar para postar um comentário.