quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017 RSS Ouvidoria Fale com o Ministério
« Voltar Imprimir

Pífanos, Viola, Bumba-Meu-Boi, Carimbó e Cacuriá homenageados com a Ordem do Mérito Cultural

Presidente da República e ministro da Cultura entregam as condecorações nesta quarta-feira, dia 8 de novembro, durante solenidade no Palácio do Planalto
A Banda de Pífanos de Caruaru, Dona Teté do Cacuriá, o Boi do Seu Teodoro, os mestres Eugênio e Verequete, além da Casa de Cultura Tainã, serão alguns dos homenageados na solenidade da 12ª Edição da Ordem do Mérito Cultural (OMC), a se realizar nesta quarta-feira, dia 8 de novembro, às 16h, no Palácio do Planalto, em Brasília.

A OMC, trabalho coordenado pelo Ministério da Cultura, é uma homenagem do Governo Federal às personalidades e instituições que se distinguem por suas contribuições à cultura do país. Este ano, serão condecoradas 41 pessoas e entidades. As insígnias serão entregues pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pelo ministro Gilberto Gil.

Almerice da Silva Santos (82 anos), a Dona Teté do Cacuriá, virá do Maranhão para receber a homenagem do Governo Federal e do MinC. O cacuriá é uma dança de roda característica de São Luís. Dona Teté é sinônimo desta dança, criada há 30 anos nas festas do Divino Espírito Santo. É executada ao som das caixas do Divino, que são pequenos tambores.

Antes da entrega das insígnias, Dona Teté do Cacuriá, acompanhada de Rosa Reis, de 46 anos, vai se apresentar ao público. Ela toca caixa desde os oito anos de idade, prática que aprendeu por meio de observações, como acontece na maioria das manifestações tradicionais populares.

Teodoro Freire, 86 anos, morador de Sobradinho, no Distrito Federal, desde 1963, também será admitido na OMC. Ele criou o Boi do Seu Teodoro (Bumba-Meu-Boi), cuja tradição trouxe da capital maranhense, onde nasceu. Fundou o Centro de Tradições Populares na cidade onde reside. O grupo já participou de vários filmes rodados em Brasília.

Os mestres Eugênio (Eugênio dos Santos), da Casa do Fandango do Paraná, e Verequete (Augusto Gomes Rodrigues), do Pará, conhecido como o Rei do Carimbó – uma das mais populares expressões da cultura paraense – também serão condecorados. Mestre Eugênio, violeiro e construtor de viola, é uma das memórias vivas da cultura caiçara. Ele trabalha pela preservação do Fandango, festa popular típica da Região Sul e parte do Sudeste. Verequete, 90 anos, é poeta, compositor e muito respeitado por sua obra (foto à esquerda).

Apresentações

Na parte externa do Palácio do Planalto, o Boi do Seu Teodoro vai se apresentar com cerca de 30 integrantes, dando as boas-vindas ao público que irá assistir a cerimônia da OMC.

A Banda de Pífanos de Caruaru, que desde 1924 preserva uma tradição da família Biano, tocará o Hino Nacional, logo no início da solenidade. A banda pernambucana está dentre os grupos musicais que vão receber a Ordem do Mérito Cultural.

Outro grupo agraciado será a Casa de Cultura Tainã, cuja Orquestra Tambores de Aço também fará uma apresentação musical em homenagem ao ministro da Cultura, Gilberto Gil. A orquestra é um dos principais projetos da Tainã, instalada na Vila Padre Manoel da Nóbrega, em Campinas, São Paulo. A Casa de Cultura foi criada em 1989 e desenvolve diversos tipos de ações sociais e educativas. Os instrumentos (tambores) são feitos de vários materiais, como latões de óleo, por exemplo.

Ordem do Mérito Cultural

De acordo com o Regulamento, as medalhas da Ordem do Mérito Cultural são conferidas a personalidades e instituições que se distinguem por suas contribuições à cultura do país. A cerimônia de condecoração é o ponto alto das comemorações do Dia Nacional da Cultura (5 de novembro), instituído em 1970, em homenagem ao aniversário de nascimento do jurista e intelectual Rui Barbosa.

A OMC foi criada pelo artigo 34 da Lei nº 8.313 (Lei Federal de Incentivo à Cultura), de 22 de dezembro de 1991. Todo o Regulamento da Ordem do Mérito Cultural foi aprovado quatro anos depois, por meio do Decreto nº 1.711, de 22 de novembro de 1995, assinado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Homenageados

Serão condecoradas com a Ordem do Mérito Cultural as seguintes personalidades, grupos e instituições:

Amir Haddad (Teatro) – Comendador
Banda de Pífanos de Caruaru (Música) – Cavaleiro
Casa de Cultura Tainã (instituição) – Cavaleiro
Centro de Estudos e Ações Solidárias, Projeto Centro de Memória da Maré (instituição) – Cavaleiro
Conselho Internacional de Museus (Museu) – Cavaleiro
Cora Coralina, in memoriam (Literatura) – Grã-Cruz
Daniel Munduruku (Literatura) – Comendador
Dino Garcia Carrera, in memoriam (Dança) – Grã-Cruz
Dona Teté Cacuriá (Cultura Popular) – Comendador
Emanuel Nassar (Artes Plásticas) – Comendador
Escola de Museologia da UniRio (Museu) – Cavaleiro
Feira do Livro de Porto Alegre (Literatura) – Cavaleiro
Fernando Birri (Cinema Internacional) – Comendador
Grupo Corpo (Dança) – Cavaleiro
Intrépida Trupe (Circo) – Cavaleiro
José Mindlin (Literatura) – Grã-Cruz
Josué de Castro, in memoriam (Geógrafo) – Grã-Cruz
Júlio Bressane (Cinema) – Comendador
Laura Cardoso (Teatro) – Comendador
Lauro César Muniz (TV) – Comendador
Lygia Martins Costa (Museu) – Comendador
Luiz Phelipe de Carvalho Castro Andrès (Colaborador Iphan) – Comendador
Mário Cravo Neto (Fotografia) – Comendador
Mário de Andrade, in memoriam (Literatura) – Grã-Cruz
Mário Pedrosa, in memoriam (Artes Plásticas) – Grã-Cruz
Mestre Eugênio (Cultura Popular) – Comendador
Mestre Verequete (Cultura Popular) – Comendador
Ministério da Cultura da Espanha (instituição) – Grã-Cruz
Moacir Santos, in memoriam (Música) – Grã-Cruz
Museu de Arqueologia do Xingó (Museu) – Cavaleiro
Paulo César Saraceni (Cinema) – Comendador
Pompeu Christóvam de Pina (Artes Plásticas) – Comendador
Racionais MC’S (Música) – Cavaleiro
Rodrigo Melo Franco de Andrade, in memoriam (Chefe SPHAN, desde sua fundação, até 1968) – Grã-Cruz
Sábato Magaldi (Teatro) – Grã-Cruz
Santos Dumont, in memoriam (Literatura) – Grã-Cruz
Sivuca (Música) – Comendador
Tânia Andrade Lima (Museu) – Comendador
Teodoro Freire, Boi do Seu Teodoro (Cultura Popular) – Comendador
Tomie Othake (Artes plásticas) – Comendador
Vladimir Carvalho (Cinema) – Comendador

Leia mais sobre a OMC 2006:

(Gláucia Ribeiro Lira)
(Comunicação Social)

Compartilhe:
  • Digg
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • MySpace
  • TwitThis
  • email
  • LinkedIn

Participação do Leitor

Espaço reservado exclusivamente para comentários acerca da matéria ou publicação veiculada nesta página. Solicitação de informações ou dúvidas devem ser encaminhadas por meio do Fale com o Ministério; reclamações ou denúncias devem ser dirigidas para Ouvidoria.

*

max. 1000 caracteres


Regras para comentários:

1. Os comentários terão moderação desta Assessoria de Comunicação.

2. Comentários que fujam ao teor da matéria serão excluídos.

3. Ofensas e quaisquer outras formas de difamação não serão publicadas.

4. Não publicamos denúncias. Nestes casos, serão enviadas à Ouvidoria, que as encaminhará aos órgãos cabíveis.

5. A postagem de comentários com links de matérias não produzidas por este ministério será excluída.

6. Respostas a questionamentos e esclarecimentos exigem consulta, impedindo-nos, por vezes, retorno imediato.