Brasil Acesso à Informação
quinta-feira, 27 de novembro de 2014 RSS Ouvidoria Fale com o Ministério
« Voltar Imprimir

O Conjunto do Carmo de Cachoeira

Livro sobre a arquitetura barroca é lançado pelo Programa Monumenta

10-01-08-carmo-cachoeira-ilustracao-web-02.jpgUma publicação bilíngüe sobre a arquitetura barroca do Século XVIII foi lançada pelo Programa Monumenta, do Ministério da Cultura. O livro mostra historicamente as restaurações da Igreja e Convento da Ordem Primeira do Carmo e da Igreja e Casa de Oração da Ordem Terceira do Carmo, no município de Cachoeira, no Recôncavo Baiano.

Com o título de O Conjunto do Carmo de Cachoeira, o livro aborda a história da cidade e o amplo processo de restauração por que passaram as igrejas e seu acervo de peças sacras, entregues à população em agosto de 2006. Com recursos do Programa Monumenta, já foram restaurados 11 imóveis da cidade, e ainda estão previstos o Quarteirão Leite Alves, que abrigará a primeira Universidade do Recôncavo, o imóvel da Rua Ana Nery nº 2, da Rua Treze de Maio Treze, da Praça Manoel Vitorino nº 12 e cerca de 80 imóveis privados. Ao todo, os investimentos devem ultrapassar R$ 24 milhões.

A publicação de 243 páginas apresenta diversas ilustrações do processo de restauração e das obras finalizadas, além de textos sobre o patrimônio cultural e história da cidade. O livro está disponível para venda na livraria do Iphan e postos conveniados no valor de R$100. Também pode ser solicitado pelo telefone (61) 3414-6101 ou e-mail publicacoes@iphan.gov.br.

O livro também está disponível para download no site do Programa Monumenta: www.monumenta.gov.br.

Preservação em larga escala

10-01-08-carmo-cachoeira-ilustracao-web-01.jpgSegundo maior conjunto histórico preservado do Brasil, a cidade de Cachoeira abrange as regiões adjacentes à Baía de Todos os Santos, tanto na zona costeira quanto em terras mais interiores, banhadas por rios. Disso decorre uma paisagem bastante variada, com terras relativamente baixas junto à costa e terras mais altas. Seu apogeu econômico ocorreu nos séculos XVIII e XIX, quando seu porto era utilizado para escoamento da produção de açúcar e fumo para a Europa. em 1971, foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

(Renato Paiva, Comunicação Social do MinC)
(Fonte: Site do Iphan)

Compartilhe:
  • Digg
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • MySpace
  • TwitThis
  • email
  • LinkedIn

Participação do Leitor

Espaço reservado exclusivamente para comentários acerca da matéria ou publicação veiculada nesta página. Solicitação de informações ou dúvidas devem ser encaminhadas por meio do Fale com o Ministério; reclamações ou denúncias devem ser dirigidas para Ouvidoria.

*

max. 1000 caracteres


Regras para comentários:

1. Os comentários terão moderação desta Assessoria de Comunicação.

2. Comentários que fujam ao teor da matéria serão excluídos.

3. Ofensas e quaisquer outras formas de difamação não serão publicadas.

4. Não publicamos denúncias. Nestes casos, serão enviadas à Ouvidoria, que as encaminhará aos órgãos cabíveis.

5. A postagem de comentários com links de matérias não produzidas por este ministério será excluída.

6. Respostas a questionamentos e esclarecimentos exigem consulta, impedindo-nos, por vezes, retorno imediato.



4 comentários

  • paulo henrique ribeiro

    19 de julho de 2011

    Seu comentário está aguardando ser aprovado.

    Prezados,
    gostaria de informações sobre isenção de IPTU, para o meu Imóvel localizado à Rua Pires de Almeida nº 72, do tipo:
    é preciso entrar com processo com procuração de todos os proprietarios ou apenas solicitar em meu nome?
    É necessário algum outro documento além de:
    Cópia do RGI, da identidade do proprietário e do último carnê do IPTU pago? e fotos do imével?
    Muitíssimo grato,
    contribuinte Paulo Henrique Ribeiro
    t: 3283 5606 e 9367 9034

    RESPOSTA: Paulo, Solicitações e dúvidas sobre temas como incentivo fiscal (Lei Rouanet), Fundo Nacional da Cultura (FNC), Programa de Intercâmbio e Difusão Cultural e Programa de Capacitação em Projetos Culturais, entre outras, devem ser encaminhadas para a Central de Atendimento ao Proponente da Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura (Sefic), no link, http://fale.cultura.gov.br/sisouvidor/autoatendimento/cadastro/formularioMensagem.jsp?strSelecao=centralAtendimento
    Há também a opção de atendimento pelo telefone (61) 2024 2082 e de forma presencial, no endereço Esplanada dos Ministérios, Bloco B, Térreo, CEP: 70068-900 Brasília/Distrito Federal.

  • Alexsandra Machado

    13 de abril de 2011

    esse site nao e o que estou procurando eu quero uma pesquisa falando sobre o Conjunto do Carmo so tem como pesquisar apesar de nao entrar eu nao entendi burbulhas do que estava escrito no site que mando pesquisar porque nao coloco aqui queria ver voce que coloco essa materia ta no meu lugar de estudante e pesquisar sobre isso pra ver se acho algo
    eu quero saber o que tem la de que e feito nao de onde que seculo ocorreu e fando nada de Cachoeira se eu quisesse isso colocaria Cachoeira cidade heroica nao conjunto do carmo pensa um pouco na minha opiniao e ver se tem coisa melhor e interessante para ser colocada em um site principalmente falando dessa maravilha de cidade
    quer falar sobre ela entao faz um novo site e fala tudo dela e concerteza vai ganhar mais probabilidade do que esse
    pensa ta
    :)
    *_*

  • Juliana Lago

    16 de setembro de 2008

    Não pode ser doado um exemplar desse livro para a biblioteca da UFRB (Universidade Federal do Recôncavo da Bahia)? O ideal seriam dois, um para consulta e outro para empréstimo.

    RESPOSTA, por Guilherme Barcellos: É preciso entrar em contato através do e-mail citado acima para obter esta reposta. Outra forma é fazer o download e imprimir.

  • Jomar Lima

    13 de janeiro de 2008

    Um publicação tão importante como essa para a cidade de Cachoeira, nada como o seu lançamento fosse no espaço do proprio Conjunto do Carmo.