Brasil Acesso à Informação
domingo, 23 de novembro de 2014 RSS Ouvidoria Fale com o Ministério
« Voltar Imprimir

Resultado do FICTV/Mais Cultura

MinC divulga os oito vencedores da primeira etapa do edital de seleção pública, que premiará cada um com R$ 250 mil para desenvolver o projeto da minissérie proposta

O Ministério da Cultura (MinC), por meio do Programa Mais Cultura, anunciou nesta quarta-feira, 10 de junho, os oito projetos premiados na primeira etapa de seleção do FICTV/Mais Cultura – Edital de Seleção de Projetos de Desenvolvimento e Produção de Teledramaturgia Seriada.

Os escolhidos foram Elvis e o Cometa (RS), de Leonardo Garcia; A Passagem (RJ), de Augusto Geraes; Alfavela (RJ), de Claudio Lobato Santos; Natália (RJ), de André Alberto Pellenz; 3% (SP), de Pedro Aguilera Fernandes; Vida de Estagiário (SP), de Allan Sieber; Brilhante Futebol Clube (SP), de Christiano Ribeiro Pereira; e Pulo do Gato (BA), de Alam Miranda. Cada projeto receberá R$ 250 mil para custear a produção do episódio piloto para exibição nas TVs Públicas e para desenvolver o projeto técnico de realização de minissérie.

O anúncio ocorreu às 11h, na Cinemateca Brasileira, em São Paulo, e contou com a presença do secretário executivo do Ministério da Cultura, Alfredo Manevy; da secretária de Articulação Institucional e coordenadora do Programa Mais Cultura, Silvana Meireles; do secretário do Audiovisual, Silvio Da-Rin; da presidente da Sociedade Amigos da Cinemateca (SAC), Dora Mourão; da gerente de projetos especiais da Empresa Brasil de Comunicação, Berenice Mendes; do diretor executivo da Associação Brasileira de Produtores Independentes (ABPI-TV), Luis Alberto Cesar; do gerente da Associação Brasileira das Emissoras Públicas, Educativas e Culturais (ABEPEC), Marco Coelho; e do coordenador executivo do edital FICTV/Mais Cultura, Mario Borgneth; além dos autores e produtores dos projetos premiados.

O edital, lançado em dezembro de 2008, teve por objetivo apoiar o desenvolvimento e a produção de minisséries voltadas para jovens das classes C, D e E. A proposta é fomentar projetos de teledramaturgia que dialoguem com a realidade e linguagem dos jovens e que incentivem a sociedade a debater questões voltadas à juventude.

A pesquisa Juventudes Brasileiras, de 2006, realizada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), aponta que a televisão aberta ainda é a mais importante fonte de lazer e de informação para a maioria dos jovens brasileiros, ainda que novas tecnologias, progressivamente, venham ocupando um maior espaço. Para ocupar o tempo livre em casa, 35% dos jovens preferem assistir televisão, 17,6% preferem ouvir música, 7,4% ler livros, e 4,1% estudar.

Seleção

O edital teve 225 projetos inscritos até o dia 15 de março passado e desses 20 foram selecionados e passaram na segunda e terça-feira (dias 8 e 9), na Cinemateca Brasileira, por processo de defesa oral (‘pitching’), que definiu os oito anunciados nesta quarta-feira (dia 10), primeira etapa da premiação.

A comissão responsável pela seleção de projetos foi composta por Roberto Moreira, Esther Hamburger, Cao Hamburger, Antônio Carlos Fontoura e Berenice Mendes.

Na segunda etapa de seleção serão escolhidos três projetos que receberão R$ 2,6 milhões para a produção de 13 episódios com 26 minutos cada.  As minisséries serão exibidas nas emissoras do sistema público de televisão. A iniciativa tem como parceiros a Sociedade Amigos da Cinemateca (SAC) e a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), por meio da TV Brasil.

Os Vencedores da Primeira Etapa

  • Produtores de Elvis e o Cometa

    Realizadores de Elvis e o Cometa

    Elvis e o Cometa – autor: Leonardo Garcia / produtora: Mínima Concepção e Produção Visual, RS – A queda de um meteorito destrói a casa e a moto de Elvis – seu instrumento de trabalho. O fenômeno acaba por causar profundas mudanças na vida dos personagens do bairro.

  • A Passagem, autor: Augusto Geraes / produtora: Televisão Profissional, RJ – Três jovens em busca de um final de semana cheio de aventuras sofrem um acidente na estrada, se perdem ao buscar socorro e misteriosamente não conseguem mais retornar.
  • Alfavela – autor: Claudio Lobato Santos / produtora: Uh Tererê Diversão e Arte, RJ – A favela e seus personagens através da visão de Lan, um alienígena que cai na Rocinha e é tomado pelos moradores com um estrangeiro amnésico.
  • 3% – autor: Pedro Aguilera Fernandes / produtora: Maria Bonita Produções, SP – A minissérie mostra um mundo não realista, onde competição por trabalho está institucionalizada em um processo cruel. Apenas 3% deles dos jovens são bem sucedidos, e o processo seletivo os coloca em situações limite de humilhação, medo, estresse e dilemas morais.
  • Vida de Estagiário, autor: Allan Sieber / produtora: Neoplastique Entretenimento, SP – As aventuras e desventuras de Oséas – estudante e estagiário em uma agência de publicidade. Peripécias e ironias: humilhação, sadismo, malandragem, a ginástica para enfrentar a falta de dinheiro.
  • Produtores

    Realizadores de Pulo do Gato

    Natália, autor: André Alberto Pellenz / produtora: 30 Pés Filmes, RJ – As transformações na vida de uma jovem de periferia do Rio de Janeiro em sua absorção no mundo da moda e do mass media.

  • Brilhante Futebol Clube, autor: Christiano Ribeiro Pereira / produtora: Radar cinema e televisão, SP – A criação de um jovem time de futebol feminino em uma cidade do interior do Brasil.
  • Pulo do Gato, autor: Alam Miranda da Silva /produtora: A Ilha Filmes Locações e Produções, BA – Conflitos comuns a jovens como dificuldades econômicas e desestrutura familiar, retratados em meio ao ambiente da capoeira.

Mais informações no site mais.cultura.gov.br.

(Assessoria de Comunicação do Programa Mais Cultura, SAI/MinC)

Compartilhe:
  • Digg
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • MySpace
  • TwitThis
  • email
  • LinkedIn

Participação do Leitor

Espaço reservado exclusivamente para comentários acerca da matéria ou publicação veiculada nesta página. Solicitação de informações ou dúvidas devem ser encaminhadas por meio do Fale com o Ministério; reclamações ou denúncias devem ser dirigidas para Ouvidoria.

*

max. 1000 caracteres


Regras para comentários:

1. Os comentários terão moderação desta Assessoria de Comunicação.

2. Comentários que fujam ao teor da matéria serão excluídos.

3. Ofensas e quaisquer outras formas de difamação não serão publicadas.

4. Não publicamos denúncias. Nestes casos, serão enviadas à Ouvidoria, que as encaminhará aos órgãos cabíveis.

5. A postagem de comentários com links de matérias não produzidas por este ministério será excluída.

6. Respostas a questionamentos e esclarecimentos exigem consulta, impedindo-nos, por vezes, retorno imediato.



1 comentário

  • Ricardo D.Carriél

    16 de abril de 2010

    Como telespectador, gostaria muito de continuar assistindo a serie 3 %, pois achei muito interessante é algo parecido com Lost, onde você fica vidrado na historia querendo saber o que vai acontecer no capitulo seguinte, estou na torcida por 3 %.