domingo, 19 de fevereiro de 2017 RSS Ouvidoria Fale com o Ministério
« Voltar Imprimir

Caetano Veloso: “Ninguém de boa-fé pode ser contra os direitos autorais”

Revista Época, por Mariana Shirai, em 26/02/2011

 O autor de “É proibido proibir” assume, pela primeira vez, uma posição conservadora: a defesa da propriedade intelectual

Eu vi muitos cabelos brancos na fonte do artista/O tempo não para e no entanto ele nunca envelhece. É com versos de “Força estranha” que Caetano Veloso encerra seu novo disco, MTV ao vivo – Caetano zii e zie (Universal). A cada refrão da música o cantor baiano de 68 anos omite o trecho “no ar”. Assim era a versão original da canção, composta em 1978 por Caetano. Em seu registro mais popular, ela foi modificada por Roberto Carlos, que introduziu o “no ar” após o verso “por isso essa força estranha” – uma maneira de tirar a carga negativa do trecho sentida por Roberto. Essa pode ser uma questão ultrapassada, mas Caetano não parece disposto a renunciar a seus princípios, mesmo que para isso seja necessário deixar a plateia cantando sozinha o “no ar” no Vivo Rio, onde ocorreu, em outubro de 2010, a gravação do CD.

Um das convicções das quais Caetano não abdica é “organizar o Carnaval”. Leia-se: fazer polêmica. Ele lançou uma há poucas semanas, em sua coluna no jornal O Globo, com a seguinte declaração: “Ninguém toca em nem 1 centavo dos meus Direitos Autorais”. A tentativa de “puxar a discussão”, como diz, causou surpresa.

(A íntegra da matéria está na edição da revista Época do dia 26/02/2011)

Compartilhe:
  • Digg
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • MySpace
  • TwitThis
  • email
  • LinkedIn
Reproduzido conforme o original, com informações e opiniões de responsabilidade do veículo.

Participação do Leitor

Espaço reservado exclusivamente para comentários acerca da matéria ou publicação veiculada nesta página. Solicitação de informações ou dúvidas devem ser encaminhadas por meio do Fale com o Ministério; reclamações ou denúncias devem ser dirigidas para Ouvidoria.

*

max. 1000 caracteres


Regras para comentários:

1. Os comentários terão moderação desta Assessoria de Comunicação.

2. Comentários que fujam ao teor da matéria serão excluídos.

3. Ofensas e quaisquer outras formas de difamação não serão publicadas.

4. Não publicamos denúncias. Nestes casos, serão enviadas à Ouvidoria, que as encaminhará aos órgãos cabíveis.

5. A postagem de comentários com links de matérias não produzidas por este ministério será excluída.

6. Respostas a questionamentos e esclarecimentos exigem consulta, impedindo-nos, por vezes, retorno imediato.