quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017 RSS Ouvidoria Fale com o Ministério
« Voltar Imprimir

Cresce a importância da cultura na competitividade do turismo, diz pesquisa

Tal crescimento contribui para o alcance da meta 10 do Plano nacional de Cultura



Nova pesquisa divulgada pelo Ministério do Turismo aponta crescimento do índice que mede a importância dos aspectos culturais para o desenvolvimento do turismo, usado como indicador da meta 10 do Plano Nacional de Cultura.

O Ministério do Turismo publicou o Relatório Brasil 2011 do Índice de Competitividade do Turismo Nacional, que avalia o desempenho de 65 destinos indutores do desenvolvimento turístico regional. As cidades são analisadas a partir de 13 dimensões, tais como infraestrutura, cooperação regional e aspectos sociais e ambientais.

Uma das dimensões estudadas pelos pesquisadores avalia a importância dos aspectos culturais para o turismo. Essa dimensão abrange a produção cultural associada ao turismo do destino, a preservação do seu patrimônio histórico e cultural e a estrutura pública do destino para o apoio à cultura.

Dimensão

2008

2009

2010

2011

Aspectos culturais

54,6

54,6

55,9

57,5

Em 2011, esses aspectos apresentaram um índice de 57,5, o que representa um crescimento de 2,9% em relação ao ano anterior. A meta 10 do Plano Nacional de Cultura busca elevar este índice em 15%, ou seja, de 55,9 para 64,3 até 2020. O resultado da nova pesquisa, divulgada em junho de 2012, mostra que, se mantido este crescimento, a meta pode vir a ser atingida em 2015.

Este resultado pode ser atribuído a um conjunto de políticas públicas conduzidas pelo governo federal, em especial os Ministérios do Turismo e da Cultura, que implementaram ações conjuntas no âmbito do turismo cultural, com base em Acordo de Cooperação firmado entre os dois órgãos e o Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional – Iphan; além de iniciativas dos governos estaduais e municipais.

No âmbito do Ministério da Cultura, vale destacar programas como o Cultura Viva, que reconhece e fomenta iniciativas culturais nos municípios, os pontos de cultura; e a implantação do Sistema Nacional de Cultura, que estimula a melhoria dos instrumentos de gestão da cultura nos municípios. Além disso, o Iphan tem desenvolvido diversas ações que atuam na preservação do patrimônio histórico e cultural das cidades.

Referência:

Índice de Competitividade do Turismo Nacional – 65 Destinos Indutores do Desenvolvimento Turístico Regional – Relatório Brasil 2011 / Luiz Gustavo Medeiros Barbosa (Organizador) – Brasília, DF: SEBRAE, 2012. 88 p. Disponível em: http://www.turismo.gov.br/export/sites/ default/turismo/o_ministerio/publicacoes/downloads_publicacoes/xndice_de_Competitividade_do_Turismo_Nacional_-_Relatxrio_Brasil_2011.pdf. Acesso em: 24 out.2012

Tony Gigliotti Bezerra

 

 

Compartilhe:
  • Digg
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • MySpace
  • TwitThis
  • email
  • LinkedIn

Participação do Leitor

Espaço reservado exclusivamente para comentários acerca da matéria ou publicação veiculada nesta página. Solicitação de informações ou dúvidas devem ser encaminhadas por meio do Fale com o Ministério; reclamações ou denúncias devem ser dirigidas para Ouvidoria.

*

max. 1000 caracteres


Regras para comentários:

1. Os comentários terão moderação desta Assessoria de Comunicação.

2. Comentários que fujam ao teor da matéria serão excluídos.

3. Ofensas e quaisquer outras formas de difamação não serão publicadas.

4. Não publicamos denúncias. Nestes casos, serão enviadas à Ouvidoria, que as encaminhará aos órgãos cabíveis.

5. A postagem de comentários com links de matérias não produzidas por este ministério será excluída.

6. Respostas a questionamentos e esclarecimentos exigem consulta, impedindo-nos, por vezes, retorno imediato.